MENU - navegue pelas categorias

5 dicas de investimento para ir além da poupança

Por muito tempo, as pessoas acreditavam que a única maneira de fazer seu dinheiro render era por meio da poupança. Porém, essa ideia já vem sendo desconstruída, e outras formas de aplicação têm crescido conforme o mercado evolui. Dessa forma, surgem muitas preocupações em relação a diferentes maneiras de aplicar o dinheiro nos dias de hoje. Ainda há muitas inseguranças em experimentar essas aplicações, pois investir na poupança sempre foi a primeira opção nesse quesito. Entretanto, o retorno financeiro da poupança é relativamente baixo; 4,5% ao ano. Assim, chega a ser inferior a alguns tipos de investimento que superam essa margem de lucro. Logo, conheça formas de investir seu dinheiro para ir além da poupança com as dicas que disponibilizamos abaixo!

Tesouro Direto

Para simplificar, o funcionamento desse tipo de investimento consiste em emprestar dinheiro para o Governo Federal. Dessa forma, o governo utiliza essas finanças para realizar investimentos no país, tal como em obras de infraestrutura, aquisição de equipamentos e outros projetos.

Então, na data estipulada, o dinheiro do empréstimo é devolvido. Ele vem somado a um percentual de juros, que é o rendimento da aplicação financeira. Possui liquidez diária e maior autonomia, além de rentabilidade acima da inflação.

Mesmo sendo tributado pelo Imposto de Renda (IR), o valor revertido é consideravelmente maior que o equivalente na poupança. Visto que o Governo Federal é o destinatário desse valor, os riscos são muito baixos. Assim, é difícil que você perca seu dinheiro mesmo em meio a crises financeiras.

Desvantagens:

  • é tributado pelo Imposto de Renda (IR);
  • há relativa demora no prazo de resgate do dinheiro;
  • volatilidade dos preços a mercado.

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O Certificado de Depósito Bancário é outra modalidade de investimento que pode ser mais rentável que a poupança. Ele consiste na aplicação de dinheiro em uma instituição bancária. Assim, essa instituição reverte o valor financiado com o intuito de custear seus empréstimos ou investimentos (atividade-fim).

Investir no CDB pode ser vantajoso pois há a possibilidade de liquidez diária, permitindo acesso ao seu dinheiro a qualquer momento. Além disso, serve como garantia para investir na Bolsa de Valores.

O CDB possui baixíssimo grau de risco e complexidade pois é garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Assim, vale lembrar que esse tipo de investimento também é tributado pelo Imposto de Renda (IR). Porém, pode ser considerada mais interessante e lucrativo que a costumeira poupança.

Desvantagens:

  • é tributado pelo Imposto de Renda (IR);
  • tem investimento mínimo superior a outros (como o Tesouro Direto);
  • dependendo da instituição, é possível a solicitação de várias taxas, como cobranças; extras por resgates antecipados;
  • exige o pagamento de uma taxa para impostos, que varia de acordo com o tempo de dinheiro investido.

– 22,5% – para rendimentos obtidos até 6 meses após a aplicação;

– 20% – para rendimentos obtidos de 6 meses a 1 ano após a aplicação;

– 17,5% – para rendimentos obtidos de 1 a 2 anos após a aplicação;

– 15% – para rendimentos obtidos após 2 anos da aplicação.

LCI (Letras de Crédito Imobiliário)

As Letras de Crédito Imobiliário são um tipo de aplicação financeira que direciona suas ações para financiamentos no mercado imobiliário.

Há dois atrativos interessantes nessa forma de investimento, que pode muitas vezes ultrapassar a poupança na rentabilidade. A LCI está ligada ao Fundo Garantidor de Créditos (FGC), o que reduz exponencialmente os riscos da aplicação. Assim, assegura até R$250.000 por investimento financeiro ou CPF caso a instituição responsável tenha dificuldades financeiras.

Ademais, essa aplicação é isenta de Imposto de Renda (IR). Porém, é necessário validar se outras formas não isentas de IR podem compensar mais para a sua realidade. Afinal, ser isento desse tributo não é sinônimo de qualidade quando falamos de investimento.

Desvantagens:

  • tem valor mínimo de investimento superior a outros
  • poucas LCI permitem resgate do dinheiro antes do vencimento
  • possui prazo mínimo de 60 dias
  • problemas de liquidez para quem deseja investir a curto prazo

LCA (Letras de Crédito do Agronegócio)

As Letras de Crédito do Agronegócio são um título de crédito emitido por instituições financeiras públicas ou privadas (bancos). Elas possuem o intuito de angariar fundos para o setor agrícola do país.

Assim, quando você compra uma LCA, empresta dinheiro para que o governo financie o agronegócio. E, em troca, você tem esse empréstimo devolvido somado a uma taxa de juros.

Sendo muito similar à LCI, a LCA também é isenta de Imposto de Renda (IR) e conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Também possui investimento limite de R$250.000 por CPF e instituição, apresentando baixos riscos.

Muitas vezes, possui taxa de retorno superior às da Poupança e às vezes maiores que as do CDB.

Desvantagens:

  • tem valor mínimo de investimento superior a outros
  • tem, em geral, rendimento um pouco menor que a LCI
  • possui prazo mínimo de 90 dias
  • não é margem de garantia para investir na Bolsa de Valores

LC (Letras de Câmbio)

Letras de Câmbio são títulos de renda fixa, como o CDB. Elas são oferecidas por sociedades de crédito, investimento e financiamento, as chamadas Financeiras. Assim, investir em uma LC é como emprestar dinheiro ao emissor do papel em troca de remuneração.

Isso acontece em forma de juros e correção monetária. Possuindo rentabilidade diária maior que a Poupança, tem proteção de R$ 250.000 pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Além disso, possui taxas fixadas ou prefixadas.

Desvantagens:

  • tem tributação pelo Imposto de Renda (IR)
  • tem investimento mínimo superior a outros (por exemplo, Tesouro Direto)
  • pode possuir carência
  • não é margem de garantia para investir na Bolsa de Valores

Vale lembrar também que a Bolsa de Valores é uma boa opção para quem deseja ver seus investimentos crescerem além da poupança. Sendo uma modalidade mais democrática, investir na Bolsa está hoje muito mais prático e acessível que antigamente.

Assim, investigue a fundo as modalidades de investimento financeiro e não se esqueça de escolher a ideal para você e sua realidade.

Para aprender mais a respeito da reserva financeira e por que ela é importante para sua vida, clique aqui!